Governo propõe mudanças no FGTS

fgtsO governo Michel Temer pretende realizar mudanças no Fundo de Garantia por tempo de Serviço (FGTS). De acordo com fontes do  governo,  o fundo passaria a bancar o seguro desemprego e viabilizaria uma previdência complementar dos trabalhadores da iniciativa privada.

Segundo a equipe econômica, a reforma do Fundo teria por objetivo criar uma poupança de longo prazo no país e melhorar as contas públicas. Para eles, a remuneração paga aos cotistas (3% ao ano, mais a Taxa Referencial, TR) é baixa, o que estimula o saque do dinheiro. A permissão para a retirada do saldo em casos de demissão sem justa causa também incentivaria a rotatividade excessiva no mercado de trabalho.

 

Nesse sentido, membros do ministério da Fazenda estão propondo  a criação de um benefício financiado por um regime de capitalização, de contribuição compulsória para o FGTS,  que passaria a ter um caráter híbrido, funcionando simultaneamente como seguro-desemprego e poupança capitalizada para a aposentadoria.

 

 

 

 

 

 

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.